• 11 5547-7770
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Dicas e Artigos do Dr Igor Polonio

Nódulo Pulmonar

Nódulo Pulmonar

A principal preocupação do médico com os nódulos pulmonares são em pacientes de alto risco para câncer.

 

Nódulos pulmonares são definidos como imagens com menos de 3 cm na tomografia de tórax. Imagens maiores de 3 cm são chamadas de massas pulmonares.
Os nódulos pulmonares como achados incidentais de imagem em exames de rotina (ex: RX de Tórax), são muito frequentes na população. A maioria destes nódulos são cicatrizes antigas, principalmente resquício da primo infecção tuberculosa, contato com fungos e outros germes, que passam despercebidos pela pessoa.

A maioria dos nódulos pulmonares que são menores de 1 cm na tomografia de tórax são nódulos benignos. Isto não significa que não possam ser malignos (exemplo: câncer de pulmão), já que o câncer de pulmão começa de apenas 1 célula cancerígena. Isto significa que, estatisticamente, a maioria dos nódulos menores que 1 cm são benignos. O mesmo não pode se dizer dos nódulos maiores que 1 cm.

Hoje em dia, com as novas técnicas de tomografia computadorizada "Multislice", o diagnóstico dos nódulos pulmonares é muito maior, porém também dos falsos nódulos, pois a sensibilidade do exame é muito grande, podendo ter cortes de estruturas como vasos sanguíneos, simulando nódulos, por exemplo.

A principal preocupação do médico com os nódulos pulmonares são em pacientes de alto risco para câncer, ou seja, aqueles que já tiveram algum tipo de câncer, aqueles que são fumantes ou ex-fumantes, os que têm histórico de câncer na família, as pessoas com mais de 60 anos, pois nesta faixa etária a incidência de câncer é maior e nos pacientes com imunossupressão, ou seja, com baixa defesa do organismo.

Na maioria das vezes, o nódulo pulmonar pode ser apenas acompanhado pelo seu médico, com tomografias de tórax seriadas, por um período de 2 anos. Se o nódulo não crescer dentro deste período,a probabilidade de ser maligno é muito pequena.
Existem alguns outros padrões que sugerem malignidade ou benignidade do nódulo, ou seja, são mais prováveis de serem câncer ou não.

Se o nódulo tem calcificação densa e uniforme é mais provável que seja benigno, assim como se tiver calcificação central.

Outra coisa importante é: sempre tenha em mãos radiografias antigas, nunca jogue fora seu exames, pois se você já tinha o nódulo em uma radiografia antiga, de mais de 2 anos, a probabilidade de ser benigno é muito grande.
A lição mais importante é: se você tiver um nódulo, consulte seu médico e não se desespere. A maioria deles não é câncer e apenas o acompanhamento seriado é suficiente.

 

 


© 2020 Dr. Igor Bastos Polonio | CRM-SP 101463. Todos os direitos reservados. by GroovePix.
Site em conformidade com a Resolução 1974/2011 do Conselho Federal de Medicina | Veja aqui a Política de Uso e Privacidade do Site
Esta página utiliza cookies para melhorar a sua experiência em nosso website. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.